“Já perdi as contas de quantas vezes olhei pra trás e pensei: “Caramba, olha o quanto fui idiota” O quão fui idiota em gostar de algo, de alguém, o quão fui idiota em acreditar em algumas palavras e achar que tudo se resolvia a minhas ações. Mesmo que de longe, me pego pensando naquela vontade de mudanças, mas no fundo me vejo diante de tantas mudanças sem que eu quisesse, mesmo que seja mudanças estúpidas como alguns dos meus atos, ainda foram mudanças, mesmo que passassem despercebidas, com o tempo a gente vive tudo isso, mudamos o jeito de pensar, mudamos o jeito de vestir ou um gosto musical, a gente olha pra trás e vê todas as antigas coleções, todas aquelas pessoas que você conversava e fazia planos de estudar, viver juntos, hoje já se tornaram meros conhecidos, uma profissão, um nome que daria aos filhos, hoje já estão todos mudados, mas como pode? Eu pude ter sido idiota por deixar algumas coisas escorrerem pelas mãos, por não ter aproveitado o tempo ou vivido termos como em filmes de romance, ou um livro que te envolve, mas em meio a isso nos vemos nessas situações como parte de nós. Todas essas mudanças, boas ou ruins, hoje reflete tudo isso, mudamos, constantemente, mas pelo menos saímos do lugar mesmo que não dê pra perceber. Não é fácil dizer mas, sempre pensamos que se existisse uma máquina do tempo consertaríamos muitas coisas passadas, mas em meio a isso, posse afirmar que se pudesse, de uma forma ou de outra acabaria fazendo tudo do mesmo jeito, afinal, somos nós mesmos que escolhemos, vivemos um jeito próprio, e certas coisas não dá pra mudar. E foi por causa das nossas escolhas denominadas ‘erradas’ que chegamos até aqui. Pare pra pensar, veja como você cresceu, como amadureceu, como sua mente mudou. Isso são ciclos, acontece com todo mundo. Um dia queremos bonecas de presente e no outro cd’s de rock. A gente muda sem querer, sem ver, sem sentir. Quando nos damos conta já estamos mudando o cardápio, a rotina, o estilo, e no fim, a vida. São pequenas coisas que nos transformam, são pequenos gestos, pequenas escolhas, pequenas mudanças. E isso é normal. Isso é a vida. E não adianta nos queixarmos, batermos o pé querendo a volta ou chorarmos pelo o que se foi. Crescemos para isso, para nos prender ao que acharmos que é melhor, e desapegarmos ao que acreditamos não nos servirá. E cá entre nós, há mais entulhos que não prestam a nossa volta, do que obras primas valiosas. Somos rodeados por pedregulhos afiados, esperando apenas, a hora certa de nos acertar em cheio. E assim, necessitamos vestir a nossa armadura. Armadura que nos fez fraquejar lá trás, mas que hoje e agora está mais forte do que nunca. Mudado. Cicatrizado. Renascido. De olhos bem abertos e postura firme para pegar no flagra ladrões de risos, deixando assim, tudo muito mais rígido. Para o próprio bem. E é isso o que importa, apenas isso. É a vida! Nos faz forte para suportar tamanhas artimanhas que a própria nos prega. Dá medo viver, é claro que dá! Mas, olhando para outro lado, é prazeroso. Lembrar do que já foi, é só mais uma forma de acreditar que tudo está melhor hoje. Bem melhor do que aquelas noites que passou choramingando em um canto do teu quarto por um babaca qualquer, bem melhor que ter discutido com aquela tua ex-melhor amiga por ter ficado com o cara que tu gostava, bem melhor que aquelas noites sentada na tua cama imaginando quando tudo iria mudar. E viu? Mudou. Está mudando e vai continuar nessa constante mudança. Não se acomode com o que veio hoje, amanhã isso pode ir. Desapegue-se. Sorria sem precisar, por obrigação, com motivo ou sem… Lembre-se: Você muda e a sua vida também. Mesmo sem querer. É normal. Isso é viver!”
By: Natália, Yara and Ana Caroline written in imperfeita-s

  1. lov-ing-heart reblogou isto de palavras-forjadas
  2. alanna-flavia reblogou isto de palavras-forjadas
  3. alonedd reblogou isto de lampeje
  4. lampeje reblogou isto de imperfeita-s
  5. dialogo-de-jovens reblogou isto de imperfeita-s
  6. w-efix reblogou isto de singularizar
  7. imagininghappiness reblogou isto de singularizar
  8. singularizar reblogou isto de lampeje
  9. nao-podia-durar-para-sempre reblogou isto de palavras-forjadas
  10. m0rfina-porfavor reblogou isto de c-lima
  11. c-lima reblogou isto de palavras-forjadas
  12. distant-all reblogou isto de palavras-forjadas
  13. palavras-forjadas reblogou isto de fortalecia
  14. loftines-s reblogou isto de lndomada
  15. amarfazpartedavida reblogou isto de fortalecia
  16. a-perfectstorm reblogou isto de versejas
  17. just-missed1 reblogou isto de istriveforyou
  18. depoisdamei4noite reblogou isto de pequenaotimista
  19. s-e-i-s reblogou isto de m-onotonia
  20. m-eunovo-m-u-n-d-o reblogou isto de sociedade-aflita
  21. quero-uma-amizade-colorida reblogou isto de loweless
  22. happinessofayoung reblogou isto de garoou
  23. umdrinquedepuramaldade reblogou isto de loweless
  24. istriveforyou reblogou isto de i-wannamakeyousmile
  25. i-wannamakeyousmile reblogou isto de loweless
  26. sonhos-de-londres reblogou isto de pequenaotimista
  27. pequenaotimista reblogou isto de respectiva
  28. garoou reblogou isto de imperfeita-s
  29. escritora-dos-sonhos reblogou isto de amortiza-dor
  30. sociedade-aflita reblogou isto de amortiza-dor
  31. amortiza-dor reblogou isto de lemarchie
  32. jumads reblogou isto de me-mostra-a-tua-cor
  33. enfermeira-da-saudade reblogou isto de siecks
  34. saudadesdevoce-amor reblogou isto de verbo
  35. t-r-a-n-s-b-o-r-d-a-n-d-o reblogou isto de acalento-te
  36. umsegundoprasentir reblogou isto de s-orrisos
  37. siecks reblogou isto de imperfeita-s
theme