“Eu não sinto falta dele, sinto falta do carinho que ele me dava. Eu nunca gostei dele, gostava era das coisas que ele me dizia. Agora entendo que não o amava, eu amo é tudo que ele me faz sentir. E é bem melhor assim, ligo somente pra me sentir protegida e ouvir sua voz, mesmo sabendo que está apenas flertando comigo. Já me acostumei com isso e por uns segundos até gosto dessa sensação. Mesmo sendo um amor pela metade, eu o tenho. Pra quem nunca teve nada, até que isso é o bastante. Passamos momentos inesquecíveis juntos, mas não era porque nos amávamos e sim porque gostávamos de estar na companhia um do outro. Algo nos ligava, mas era apenas uma combinação de tesão e amizade. Nada mais que isso. Era um misto de carinho e tentação, um jeito de não estarmos sozinhos. Ele me fazia feliz sabe? Ele me deixava esperançosa pra um novo dia, mesmo que nossos momentos fosse um belo de um dia da mentira. Era como se eu tivesse meu próprio circo, ele podia ser tanto meu palhaço nos dias triste quanto o ilusionista que me fazia crer que ele me amava, mesmo eu sabendo lá no fundinho que era tudo brincadeira. Eu sinto falta de ter algo pra me segurar quando sinto que meus pés não tocam o chão, pra me fazer viver sem medo. Ele sabia como saciar meus desejos e controlar meus impulsos. Ele por mais que não tenha sido meu por completo, ele agia como um verdadeiro príncipe. Ele falava como um e suas palavras me faziam sentir especial, como nunca havia sentindo e eu sinto falta disso, eu sinto falta de pode ter alguém para contar quando estava mal e alguém para contar as minhas loucas e rir comigo. Sinto falta de fazer loucuras e ter alguém para me apoiar e me guiar, não era amor muito menos paixão era algo a mais, algo a dois que só nos sabíamos, quer dizer, não sabíamos. Essa era nossa magia, isso que nos mantínhamos juntos. Esse mistério com toque de desejo e carinho, essa felicidade que ele me transmitia. Éramos o começo de uma relação, um sentimento bom e uma sensação boa, éramos como duas crianças ganhando o presente preferido ou até mesmo um agrado dos pais. Um sentimento puro como um sorriso de uma criança, mas nunca foi amor. Por mais que eu quisesse nunca seria amor, mas eu não queria, porque seu jeito de ser era o que me preenchia, eu não precisaria de mais nada. Até seu jeito grosso me atraia. Eu pude me dar conta de que eu gostava do que eu era quando estava com ele, uma sensação de ser inabalável, onde não havia riscos e o mundo era um lugar tranquilo, sereno não essa violência que é hoje. Eu me fechei num mundo onde tudo era perfeito pra nós dois. Era loucura, eu gostava de tudo nele, dos erros aos acertos. Eu sinto falta do toque, das risadas, dos sussurros ao pé do ouvido, dos nossos lábios se encontrando, sintonia. Ah, que saudade! O príncipe se foi, mas esqueceu de levar a princesa, que hoje vive as lembranças de uma história que só restou saudade.”
Como diz Soulstripper não, nunca foi amor, era uma parada mais legal.- By: Juliana, Mayara, Larissa B. and Ana Beatriz written in imperfeita-s

“Mas eu lhe peço desculpas, meu bem. Me perdoe. Mesmo que tudo esteja á beira de acabar, esse é o meu pedido. Pois eu sei o que fiz, o que disse e como sou. No tempo que tivemos, talvez não soubesse aproveitar da forma que deveria. E se tudo acabar, além das saudades, em mim haverá arrependimento por ter deixado meu “eu” atrapalhar, eu quis tanta coisa, e acabei não valorizando você. Como diz aquela canção do Ringo, nada vem fácil. A chuva não cai sem que tenha antes uma transformação. Nada se compra sem antes pagar. Nada é certo se o errado ainda não existe. Eu sei que sou mínima, feito pó. Não consigo segurar nada na minha mão, nem que estiver preso. As lembranças me acompanham na caminhada, mas mesmo indo em frente, me sinto fixa em apenas um lugar. E me parece que esse tal lugar tem nome, apelido e sobrenome. Mas prefiro tratá-lo apenas de meu amor. Desencaixado, deixado de lado, solitário, que faltou atenção. Não foi minha intenção deixar o tempo passar desesperadamente e acabar assim. Eu queria aproveitar, mas eu queria descuidar também. Minha mente nunca foi muito certa, todos sabem. Nem a minha mente, nem a minha alma, e muito menos o meu coração. Me entupi de café e me sufoca de saudades a cada gole foi o que me restou. Nem livros consigo ler direito agora, porque a cada página, a cada nome, a culpa pesa ali em mim, e eu tento escapar fechando tudo. Até caminho um pouco para fugir, mas sempre encontro aquilo que deveria estar procurando. Mas a lembrança se abre como uma flor, no seu momento mais bonito, e eu me deixo sem razão por um instante, apenas para admirar. Esse é meu problema, aprendi com a vida a ser muito racional e não viver de emoção e de entrega. Aprendi que esse sentimento afoito é apenas uma enganação do seu ser com sigo mesmo, é como um disfarce que seu coração faz para te distrair do real. Mas do que adianta toda essa filosofia se quem eu quero já não está mais aqui? Eu deixei escapar pelas minhas mãos o amor, pois vivi um amor de regras e jogos. Depois que você se foi, ando pensativa até demais, mas chego á conclusão que o amor não é jogo e muito menos tem regras. Talvez a única regra seja: viva o amor, porque ele que move o mundo. Deixe a razão viver minha vida e esqueci do meu coração, esqueci de você. Sinto muito se não fui quem eu devia ser contigo. Eu sei que devia te dizer que te amo todos os dias enquanto estava aqui, porque agora a única coisa digo é que eu realmente perdi o meu amor, o meu pequeno amor que me acordou para vida. Saiba que você foi o meu remédio, a visto que sem você não saberia o que é emoção e muito menos amor de verdade. Por isso pequeno, sinto muito se não te amei da forma certa, mas hoje te amo da forma mais pura.”
By: Heloisa, Rebeca, Isabele and Marcela written in imperfeita-s

“Eu preciso de alguém de efeito calmante, de palavras calmas, olhares acolhedores, e ombros fortes. Passaram tantas pessoas em minha vida, e tantas delas só me fizeram descer ainda mais fundo nesse poço. Fiquei tempo na fossa, fiquei tempo em bares, fiquei tempo trancada em meu quarto achando que de alguma forma simples e mágica a dor iria embora. Como fui tola, a dor não faz assim, não perde pelo cansaço, e já eu, ah, eu cansei e perdi, estou cada vez mais fundo nesse purgatório de pensamentos, de medos, de duvidas, de condenações por ser tão assim errada para mim mesma, errada para os outros, errada para o mundo. Eu vivo me perguntando o que eu fiz pra ser assim, tão diferente, sozinha, sinto que eu não me encaixo nesse mundo, meu modo de pensar é diferente, não sou daquelas que sorri pra todo mundo, que é amiga de todo mundo, pra falar a verdade não tenho muitos amigos, eu não sei porque eu me excluo de tudo, por mais que eu tente me aproximar, conversar por horas, rir.. eu não consigo! Acho que é instinto, nasci pra ser quieta, nasci pra não gostar de ninguém, nasci pra ninguém gostar de mim, isso me deixa irritada, o meu jeito de ser me irrita, porque eu não consigo ser como as outras garotas? Alegres com todos? Por mais que metade disso seja falso, enganação, trapaça, eu queria conseguir fingir também, mas olha que coisa não? Logo eu que necessito de uma máscara, sou a pessoa mais verdadeira que tem, para muitos isto é uma tremenda qualidade, mas para mim é o pior defeito, acredite. Já pensei em diversos meios de remediar essa minha vida, ou pelo menos, esses pensamentos. Crio dúvidas e incertezas bobas que só me assombram. Eu mesma sou a culpada por tanta solidão, eu mesma me afasto de todos. Reclamo e reclamo de tudo, mas eu que faço isso comigo. Tento de todas as maneiras consertar tudo a minha volta, quando devia aprender a conviver. O defeito está em mim, em meu coração. Estou sozinha porque quero viver assim. Se eu consertasse minha mente, tudo se ajeitaria. O problema é que sempre falta alguma coisa, nunca se é 100% completo, nem 100% feliz. Mas como pode alguém ser 100% errado? Pois é, eu sou assim. Pegue tudo de bom no mundo e agora ponha tudo de cabeça pra baixo, transformando tudo no contrário, então, eu sou assim. Eu procuro buscar nos outro o que falta em mim, mas é claro que eu não posso culpar ninguém pelos meus defeitos. Não posso menos ainda viver as qualidades dos outros como se fossem minhas, até porque as pessoas cansam e vão embora e aí eu tenho que procurar outra pessoa em quem me completar. É meio complicado de entender, você tem que estar aberto aos pensamentos mais metafísicos pra conseguir compreender pelo menos a metade do que sou - aliás, nem eu entendo ás vezes - eu sei, pareço mais um parasita do que uma pessoa comum, vivendo da felicidade dos outros, mas é que eu não sou completa, não sou inteira. Eu sou só a metade.”
By: Paula, Letícia, Juliana and Isabelle written in imperfeita-s

“Entenda que mulher que ama é uma dama repleta de dramas. Mulher é o tipo de bicho esquisito, luta pra ter, mas se não der o devido valor ela até faz manha, mas acaba saindo de cabeça erguida sem se sentir culpada. Pois acontece que ela pra inicio de conversa quando cansa não desiste de primeira, tenta contornar, reconquistar, dar doce, paga caro pra ter tua atenção, mas não adianta isso virar um circulo vicioso, de que quando tu quer ela tá ai, e quando tu não quer faz ela desaparecer, mas no final ela vai te deixar plantado, e não adianta querer voltar, porque quando o jogo já acabou com mulher não tem essa de acréscimos, pois quando ela vai é porque acabou já dando chances demais. Uma mulher quando ama não é só carne, é sentimento, e é isso que ela demonstra, é por isso que ela quer ser lembrada. Como todas as outras pessoas, a mulher só quer deixar sua marca no mundo, ela quer estar na mente de todos, ser relembrada sempre. Mulher tem um jeito estranho de conseguir as coisas que quer, chega a ser um mistério até para elas mesmas, mulher tem uma lábia que encanta a todos que ouvem e não há quem resista aos desejos de uma mulher. Mulher sofre claro, passa dias, semanas, até meses presa a um nome que já se foi, ela demora pra superar, mas quando supera, não há pra ninguém. Ela põe um salto que tava guardado há tempos no guarda roupa, põe aquele vestido acima do joelho, daqueles que da pra contar quantas vezes foi usado, passa um batom vermelho e vai dançar, e a cada música que ela dança é um passo que dá para superar tudo que “ele” a fez sofrer. Mulher é bicho estranho, tem suas fases e suas manhas, quer entender entende, não quer? Saí fora! É assim, mulher é assim! Com mulher não tem meio termo, ou é 8 ou 80, não tem quarenta, nem setenta, ela pode até lutar pra conseguir chegar no máximo, mas se não tem colaboração meu caro, tem é perda, e não é dela não! Mulher pode até sofrer um bocado e chorar um rio de lágrimas quando desiste ou algo da errado, mas passa, e quando passa, ninguém a segura. Cada mulher tem seu jeito e sua forma de encantar e hipnotizar qualquer um que seja. Todas tem um brilho no olhar e um sorriso cativante. E acredite, se tu não tratar a mulher que escolheu pra ser tua com maestria, meu caro, sinto lhe dizer, mas tu vai a perder. Ainda temos que aguentar alguns homens reclamando de mulher, não soube da valor, e ainda fica de tititi, olha meu amigo, se situe e seu devido lugar e avalie as coisas que fez, e que não fez. Aproveite muito se tiver o amor de uma mulher ”em suas mãos” e faça bom proveito, saiba tratá-lo e administrar isso muito bem, porque não deve ser uma coisa boa olhar para o passado, e lembrar que já teve uma das melhores mulheres na vida e não deu o mínimo valor.”
— Se ela te ignorou é porque tu já eras, cara - By: Paula, Isabelle, Ana Laura and Samara written in imperfeita-s

reflorido says: QUE TEXTOS MARAVILHOSOOOOOOOS <3 

Own, ficamos muito felizes em saber disso, princesa. Muita obrigada pela o elogio, agradeço em nome de todas./Marcela


“Pô cara, você me complica. Porque quando eu estou bem, conseguindo superar o fato de não ter você, você volta. Volta e diz que está com saudade, que quer outra chance e que dessa vez irá ficar. E eu? pô, eu te aceito de volta, porque você sabe, sabe que é só você aqui, e por mais que eu negue, você sabe que é você que eu amo. Mas aí depois, depois que eu acho que você se preocupa, que você realmente quer ficar você simplesmente, some, desaparece, sem dar explicações e nada. Eu sinceramente, não consigo te entender, você faz o fácil se tornar completamente difícil. Você faz de tudo pra conseguir me ter de novo e acaba saindo. Isso ta ficando cansativo. Tu brinca comigo, cara e eu sempre te aceito como se nada tivesse acontecido. Minha cabeça fica dizendo o quanto sou estúpida, mas eu não consigo seguir o que ela pede. Você tira minha sanidade mental, me faz querer arriscar mais uma vez, mesmo sabendo o desfecho da história toda. Eu tento fechar meu coração, mas toda vez que você sorri eu te deixo entrar novamente. Basta meia dúzia de palavras tuas e eu lhe perdoo totalmente sobre tudo o que fez comigo. Prometo pra tudo e todos que eu irei mudar e que não vou mais lhe dar nenhuma chance, e cá estou a te perdoar novamente. Eu já deveria ter colocado um fim nisso há muito tempo até porque, deve se acabar com algo que faz sofrer, mas você é o sofrimento mais lindo de se viver. Por mais que eu queira você o mais longe de mim possível, eu quero você aqui, o mais perto de mim possível, ao mesmo tempo. Você não se importa comigo o tanto quanto eu me importo com você, se importasse de verdade, talvez não fizesse metade do que faz comigo. Eu faço tanta coisa por você, coisas que eu sei que nenhuma garota faria e você vai lá e acaba comigo, enquanto outras você faz questão de ter por perto e mostrar que está feliz assim. As pessoas cansam de me ver sofrendo assim por você e falam que eu gosto de sofrer, realmente gosto, porque se fosse qualquer outra pessoa já teria posto um ponto final nessa história cansativa. Mas eu gosto disso, gosto desse vai e volta, gosto quando você vem faz seu estrago e vai embora deixando saudade com gostinho de quero mais.”
By: Nicole, Mayara, Eduarda and Paloma written in imperfeita-s

“Eu nunca quis tanto alguém como eu queria você. Você me fazia sentir nas nuvens, delirar, sonhar, só que você deixou escapar uma coisa, eu. De todas as vezes que convivíamos juntos metade delas era você dizendo que estava cansando de “mimimi”, só queria é sair com os amigos. E pelo que eu sabia você não tinha tempo para nós, mas beijava outras garotas. Foi nesse instante que percebi. Não somos mais nem um casal, o seu lado da cama é vazio e repleto de cheiros diversos. Uma hora de bebida outra de perfume de alguma garota por aí. Sempre me disse que amar é para sempre, e quem disse? Você foi embora, e deixou o para sempre ir junto. E dessa vez eu digo, nunca pensei que todos esses dias juntos poderiam ser assim, levados com o vento e deixados na memória das fotografias. Apenas as imagens mostravam o amor que sentíamos. Não é sempre que jogamos um amor ao vento. Que nos transforma assim, do nada ora doce outrora amarga. Não me lembro ao certo como chegamos à isso. Quando fui ver só me restou suas lembranças por toda parte. Era lembranças suas, era saudade misturada com angustia e raiva por ter me feito acreditar num pra sempre e depois jogar-lo fora. Mas eu deveria saber que não poderia esperar nada de você. Pra você era assim: Garota nova na área, lutaria até ficar com ela e depois jogar-la fora quando enjoa-se e faria a mesma coisa com outras gurias. E veja só, fez o mesmo comigo e com aquela tal guria no qual eu não gostava, agora temos algo em comum, algo que posso compartilhar pois ela me entende. Ela sabe o que é ter que lidar com sua atitude estúpida de ser o pegador. Você não se acha ridículo? Não acha ridículo iludir e usar alguém pra depois simplesmente ir embora… Sem se importar com nada? Pois eu acho isso extremamente desnecessário. Todas suas palavras falsas que voam por aí, não te servirão pra nada. Eu realmente acreditei em você e simplesmente acabou. Porque as lembranças boas se tornam angustias atualmente. Você deveria ter orgulho de ser de uma só. Pois isso sim é de se orgulhar. Pensa bem, amor! Você perdeu alguém que lhe daria valor. E vou te avisar… Uma hora, quem vai brincar contigo será todas e não mais você. Fica esperto enquanto há tempo.Torço pra ver o dia em que você quebrará a cara, não desejando o seu mal, mas comparado com as coisas que você faz isso não é nada. Chegará o dia em que encontrará a pessoa certa e ela o desprezará. Isso será consequência das burradas que você já causou. Você terá que rastejar, jurar o amor. Ainda será pouco. Essa pessoa vai ser esperta pois irá se valorizar e não se render ao seu charme de cafajeste e aí que ta o segredo, por ser tão tola eu me rendi e sem abrir os olhos aceitei esse moleque que tu é do meu lado, quando na verdade a solidão me seria uma companhia melhor.”
—  By: Ana Luíza, Paloma, Isadora and Ana Beatriz written in imperfeita-s.

“Levanta a cabeça e sorri menina, que o mundo lá fora tem pressa e não espera por ninguém. Acorda cedo e se joga por completo embaixo da água fria, nada de banho quente pra se acalmar, tem que ser água gelada, que te faça despertar. Coloca uma roupa confortável, não precisa ser da moda, precisa apenas te cair bem. Penteia o cabelo e deixe-o solto ao vento, nada de esconder-se atrás de tranças ou rabos de cavalo. Passe um batom, claro, escuro, médio, da cor que quiser, mas passe. Coloque um all star, uma sapatilha, ou até mesmo um salto alto se preferir, o importante hoje é sentir-se bem. Depois que terminar, namore, se apaixone, se case, de a vida por amor se preciso, mas sinta. Só que calma ai, não tô falando de garoto não hein?! Esse amor todo tem que ser posto em prática na frente do espelho. Olhe-se, namore-se, apaixone-se por si mesma, a única pessoa que é capaz de te fazer sentir-se bem, você mesma. E se vier à mente alguma coisa ruim que já lhe disseram, ligue a tecla F, essa mesma que você tá pensando. Ninguém é capaz de te dizer o que é certo ou errado a não ser você mesma. E se por o acaso você analisar e perceber que algo está errado, se reinvente, se redescubra de um jeito novo e só teu, o melhor jeito possível. Faça coisas que nunca imaginou fazer, menina. Não tenha medo, a vida é feita de recomeços, os fins são inevitáveis, as pausas são lenga-lengas, acaba e pronto, faça de um jeito novo, do jeito que era necessário fazer, que você mais queria, que só você sabia fazer. Não guardes magoas, não guardes perfumes importadas, nem vinhos antigos, use na melhor oportunidade, usufrua agora, é agora que tudo deves ser feito. Use sorrisos com as pessoas, elas iram gostar da pessoa que você é por fora, na primeira aparência, então mostre o reflexo que vem de dentro, e por fim, quando perceberem o quão bem consigo mesma você tá, o quão confiante com tuas escolhas, ah, menina, daí as pessoas irão se apaixonar. Pois a partir do momento que seu amor próprio aflorar em sua pele, sem você sequer perceber, isso vai atrair aqueles que se sentem bem com isso, aqueles que apoiam esse amor. O seu amor por si. Não se abala pelo desnecessário, não deixe ninguém te impedir de sonhar e de tentar. A vida tem seus devaneios e isso você sabe, ninguém precisa ensinar. Você é maior que todas as barreiras, basta você acreditar no que és. Se um amor não deu certo, corra atrás de outro. Nada de choros, de lamentações desnecessárias. A dor é passageira e você é capaz de vencer seja lá o que for. Então levanta esse rosto, mostre seu melhor sorriso, sinta-se bem, independente se alguém se incomodar com isso. Seja você, seja o melhor de você, pois só assim o mundo vai sair do rumo ruim, para um mundo melhor… Seu mundo melhor.”
By: Hanna, Paula and Isadora written in imperfeita-s

“Cheguei a afirmar com todas as letras que eu tinha realmente desistido de você. Mas, tem alguma coisa que me leva a você, novamente. Há algum em você que me prende, que me puxa e que me faz voltar sempre. Ou talvez seja, o meu amor por você que é grande o bastante para não o deixa-lo partir. Eu queria ao menos uma vez entender o que você sente, o que você quer -isso se sente ou quer alguma coisa né- Você me complica, mais do que eu já sou complicada, me deixa sem rumo e muitas vezes sem chão. Eu tentei por várias vezes tentar te esquecer, tentar tira-lo da minha mente e do meu coração porém, todas as tentativas foram em vão. Me pergunto a todo tempo se esse amor um dia vai render alguma coisa, nem que seja uma história bonitinha, com linhas tortas e final feliz. Me pergunto sempre se o destino tem algum reservado a nós dois. A verdade é que você sempre foi x e eu sempre fui y, você sempre foi 8 e eu 80 e eu não sei se isso é bom pra nós. Eu sou intensa, você sabe bem disso, tão intensa que nem eu consigo me aturar, mas eu não conseguir me aturar tudo bem porque eu sou obrigada a isso, não tem escapatória. Mas o que eu tenho medo é de você não conseguir lidar com essa intensidade toda, porque você sim tem a opção de desistir, de me largar quando as coisas apertarem, de chegar pra mim e dizer “olha cara não dá mais”. Você pode muito bem não conseguir lidar comigo e não o julgo por isso, várias pessoas não conseguiram e desistiram. Só que eu não quero que você desista, quero que você insista e persista e me mostre que é diferente e que pode aturar minhas crises existenciais, o meu transtorno obsessivo compulsivo e mais, que pode ser capaz de me amar, porque até eu mesma já desisti de mim. Você pode ficar ao meu lado, e fazer com que eu tente ser uma pessoa mais fácil de lidar. Mas você sempre soube que você me faz ser uma pessoa melhor, você sempre me melhorou e me melhorará. Você sabe que me inspira, e me incentiva a sempre ser a melhor pessoa que eu possa ser, sem que eu perca minha essência. Você sabe que quando a gente fica junto, tudo fica melhor. Posso não ter certeza quanto ao que você sente, talvez nem você tenha essas certezas, mas sei que se você sentir qualquer carinho por mim, por menos que seja, sei que você não desistirá de mim.”
By: Nicole, Isabelle and Amanda R. written in imperfeita-s

“A partir de agora darei amor pra quem quer ser amado. Cuidarei de quem precisa de proteção. Aprendi que não adianta entregar meu coração pra quem não tem nenhum interesse em ter. Agora eu percebo o quão tola eu fui por tanto tempo, eu entendi que não se deve dar atenção pra quem não quer. Gasto minhas forças tentando ser boa o suficiente e agradar, mas acabo não recebendo nada em troca. Não que eu faça tudo pretendendo ganhar algo, mas queria que pelo menos levassem meu esforço em consideração. Eu sou com os outros como queria que fossem pra mim, mas as pessoas não pensam da mesma maneira. Esse novo mundo, essa nova geração que aprendeu a viver no abismo do “foda-se”, do “sem coração”, ou até mesmo do “pouco me importo”. Não consigo ser assim, eu sinto demais, sou intensa demais. Poderia muito bem não dá bola para você e ficar com aquele meu vizinho que dá em cima de mim todos os dias nas manhãs que nos esbarramos no elevador do prédio, mas não… sou comprometida com os meus sentimentos, com os meus pudores e meu coração. Não peço que sejas assim, não mesmo, pois esse modo de vida é doloroso, a única coisa que lhe peço é que compreenda que não sou como você, não sou fácil de ser entendida e muito menos fácil como elas. Sou diferente de você e de muitas meninas que você costuma ficar nas noitadas. Então, pelo menos respeite esse meu jeito meiguinho, como você respeita o meu jeitinho ousado. Pelo menos entenda que comigo as coisas são mais complicadas, eu levo tudo pro lado emocional e eu não me contento com uma noite ou duas. A partir de agora, vou me doar menos, especialmente pra você. Olhei pra vida e entendi, que são poucas as pessoas que merecem nossos suspiros, e principalmente, nosso tempo. E depois de entender isso, eu decidi pegar meu tempo e dar pra quem merece. Dedicá-lo com alguém que valha a pena, que aprecie meus esforços, que seja grato. Porque era só isso que eu queria de você. Não te pedi toda tua atenção, teu amor, nem mesmo teu coração. Só queria tua gratidão, o resto eu conquistaria com o tempo. Só queria saber que no fim do dia, você estaria ali pra olhar nos meus olhos e dizer: “ei, eu entendo você.” Mesmo sem entender quase nada. Eu não esperava um “eu te amo”, nem um “vamos ficar juntos pra sempre”. Eu só queria o seu valor, o meu valor, aquele que eu sabia merecer e queria te ver reconhecendo o mesmo. Porque eu sei ser intensa, mas também sei ser realista. E posso te garantir que nunca quis de você além do que pudesse me dar. E você podia, só não quis. E então eu deixei minha intensidade de lado por um momento, só pra encarar a realidade: você nunca quis ser só meu. Você nunca mediu esforços pra me dar de volta o que eu te ofereci com tanta facilidade. E por esse motivo, eu finalmente acordei e decidi viver mais pra mim, e não esperar nada de você. Porque assim como aquele pote de feijão que a gente pensava ser sorvete nos deixa frustrados, eu sei que de você eu não teria nada mais do que decepção. E quer saber? Eu jamais me contentaria com as migalhas do seu amor, se sou capaz de ter um amor por inteiro.”
By: Juliana, Marcela, Flávia and Laís written in imperfeita-s. 

theme